© 2016 Fóruns Politécnicos | Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior
Estrada das Laranjeiras, 205 | 1649-018 Lisboa

ORGANIZAÇÃO

O FÓRUM POLITÉCNICO é promovido pelo Conselho Coordenador dos Institutos Superiores Politécnicos (CCISP), em estreita colaboração com o Programa de modernização e valorização do ensino politécnico, promovido pelo MCTES, com vista a potenciar e fortalecer "Cidades e regiões com conhecimento". Esta edição do fórum é organizado com Instituto Politécnico de Guarda, onde terá lugar, e conta também com a colaboração da SUPERA – Sociedade Portuguesa de Engenharia de Reabilitação e Acessibilidade

PROGRAMA

10:30 | Acolhimento

10:45 | Sessão de abertura

Presidente do Instituto Politécnico da Guarda | Constantino Rei

SUPERA Sociedade Portuguesa de Engenharia de Reabilitação
e Acessibilidade | Francisco Godinho,

Presidente do CCISP  | Joaquim Mourato

Coordenadora do Fórum do Ensino de Enfermagem | Isabel Barroso

Secretária de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior | Maria Fernanda Rollo

 

Sessão 1

Moderador: Eduardo Beira

11:15 | “Comunicar, a última capacidade que não queremos perder: tecnologias inclusivas”

Luís Figueiredo, Instituto Politécnico da Guarda


11:25 | "Mil brinquedos, mil sorrisos: alunos e tecnologias para a inclusão"

Célia Sousa, Instituto Politécnico de Leiria


11:35 | “Controlo de dispositivos domóticos e  acessibilidade em situações de distrofia muscular”

Gabriel Pires, Instituto Politécnico de Tomar
 

11:45 | Comentário: Paulo Garcês, Fundação PT
 

11:55 | Comentário: Tiago Robalo, Direcção Clínica do Centro de Medicina e Reabilitação de Alcoitão
 

12:05 | Debate

12:15 | Café

 

Sessão 2

Moderador: Eduardo Beira

12:30 | "Controlo postural da criança com paralisia cerebral: efeitos imediatos de SuitTherapy"

Elisabete Martins, Escola Superior de Saúde do Alcoitão


12:40 | "Tecnologias para a inclusão no desporto: canoagem e surf"

José Pedro Matos, Escola Superior de Tecnologias de Saúde de Lisboa
 

12:50 | “Guia de Apoio à Navegação de Invisuais em Superfícies Comerciais”

Sérgio Lopes, Salvador Lima, Tiago Santos, João Palma, Diogo Miranda, Instituto Politécnico de Viana do Castelo 
 

13:00 | Comentário: Pedro Mendes, Sensing Future Lda. 
 

13:10 | Comentário: Joaquim Cunha, Health Cluster Portugal 
 

13:20 | Debate

 

13:30 | Almoço (cortesia do IP Guarda)

 

14:45 | Mesa Redonda: Tecnologias para pessoas com necessidades especiais, oportunidades e desafios

 

Instituto Nacional para a Reabilitação | José Madeira Serôdio
GTAEDES | Francisco Godinho
UP Digital | Nuno Ragadas

 

15:45 | Sessão de encerramento

 

CCDR Centro | Pedro Vieira
Secretária de Estado da Inclusão das Pessoas com Deficiência | Ana Sofia Antunes
Secretária de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior | Maria Fernanda Rollo

 

16:30 | Fecho

OBJECTIVO

O FÓRUM POLITÉCNICO #3 é dedicado à temática das Tecnologias de Reabilitação e Apoio para o Bem-Estar e Acessibilidades, com aplicação nos setores da educação, saúde, ambientes domésticos assistidos, serviços de tecnologias de apoio e gerontotecnologia e na promoção de acessibilidades em ambientes, produtos e serviços.

Tem como objetivo específico discutir projetos de I&D e atividades em curso orientadas para o desenvolvimento de redes de escolas e laboratórios multidisciplinares de relevância local, nacional e internacional nesta área do conhecimento e a sua evolução.

Instituto Politécnico da Guarda

29 de setembro de 2016

Tecnologias de Reabilitação
e Apoio para o Bem-Estar

SOBRE

Um espaço dinâmico de discussão informada de ideias e projetos entre atores relevantes da sociedade e do tecido produtivo, social e económico, público ou privado, e investigadores, docentes e estudantes de institutos politécnicos, para discussão de temas de interesse comum, numa base territorial e com vista à operacionalização de iniciativas futuras de investigação baseada na experiência e na prática, juntamente com ações de formação e qualificação da força de trabalho. Cada FÓRUM POLITÉCNICO tem por objectivo contribuir para identificar ações e projetos que possam contribuir para a implementação de políticas públicas sectoriais e responder a necessidades e objetivos específicos das regiões, do tecido social e empresarial, assim como contribuir para modernizar e reforçar o papel das instituições de ensino superior politécnico, incluindo novas ofertas formativas e parcerias para o conhecimento e novos projetos de I&D baseados na prática.